Warning: mysqli_query(): (HY000/1194): Table 'wp_usermeta' is marked as crashed and should be repaired in /home/chefroberta/www/wp-includes/wp-db.php on line 1924

A compostagem, assim como a reciclagem, permite que os resíduos orgânicos finalizem e renovem seu ciclo de forma sustentável. O alumínio também enfrentou muita resistência no início e hoje em sua grande maioria as pessoas entendem a importância de dar-lhe o destino correto.

Entendo que na correria que vivemos hoje, muitas vezes o tempo é o nosso maior inimigo. Se comprometer com uma atividade nova, nem sempre parece uma boa idéia até mesmo porque a mudança de hábitos requer disciplina, mas garanto que o resultado compensa, porque é uma terapia que trará benefícios ao seu bolso, à sua saúde física, mental e ao meio ambiente.

Existem vários kits prontos de composteiras à venda na internet, inclusive alguns até fornecem as minhocas Californianas (que são as recomendadas para fazer este trabalho), você deverá apenas escolher a cor que mais combina com sua decoração. É possível também montar com a mesma eficiência utilizando materiais como lixeiras, caixas ou baldes desde que tenham tampas, basta pegar 3 unidades iguais, encaixar uma na outra e fazer pequenos furos no fundo da primeira (a de cima), para que as minhocas passem para a segunda tranquilamente e furos menores no fundo da segunda caixa também, para passar apenas a parte líquida do composto, que fica armazenada na terceira caixa.

A primeira caixa é onde ficam as minhocas, que vão ajudar no trabalho de decomposição dos lixos orgânicos. Esse lixo é composto por restos de frutas, legumes, verduras, grãos, sementes, saches de chá (sem etiqueta), filtros de café usados e cascas de ovos. Podem até ser colocados com moderação, restos de frutas cítricas, alimentos cozidos, guardanapos, papel toalha e flores. Nunca coloque carnes, limão, ervas de chimarrão, alimentos muito temperados, queijos, líquidos, fezes de animais, cigarros ou qualquer substância que possa contaminar o composto. Sempre que colocar restos de alimentos, acrescentar na mesma proporção folhas secas ou serragem para equilibrar o sistema.

Na segunda caixa, vai ficar o composto orgânico (adubo) proveniente do “trabalho” das minhocas para correta decomposição dos orgânicos adicionados na primeira caixa.

A terceira e última caixa, é onde vai ficar o chorume do bem. Este líquido é riquíssimo em nutrientes e é livre de bactérias, pode ser usado para regar as plantas, pois serve de adubo e pesticida. Para facilitar sua utilização, recomendo que instale uma pequena torneira (de bebedouro) nesta caixa. Se não quiser usar o composto líquido, basta utilizar somente as duas primeiras caixas e deixar direto na terra.

A composteira não produz odor e não atrai moscas ou insetos, se isso acontecer, com certeza há algo errado.

Atitudes como essa ajudam a reduzir o volume de lixos destinados aos aterros, gerando economia aos municípios; ajuda a reduzir a emissão de gases provenientes da decomposição lenta nesses aterros, ajuda o meio ambiente.

Como fazer uma Composteira ? Comprar ou Construir?

Ao montar ou comprar sua primeira composteira, alguns cuidados devem ser observados para garantir o correto funcionamento do eco-sistema que vai, literalmente, viver dentro das caixinhas.

composting-green

A foto acima é de uma composteira pronta, este tipo já é muito comum nos países mais desenvolvidos. Por aqui também já temos diversos modelos disponíveis para compra em lojas físicas ou pela internet, mesmo comprando pela internet o produto vai chegar, na maioria das vezes, em sua casa com minhoquinhas vivas e famintas dentro.

As minhocas são os agentes mais importantes para que seja possível processar (digerir) o material orgânico que será depositado na caixa. É importante lembrar que existem tipos de minhocas específicas para realizar este trabalho, as “californianas” não são as únicas, mas por aqui são as mais indicadas.

composteira_domestica

O sistema é bem simples, conforme o esquema ilustrado através do diagrama abaixo. Consiste em três ou mais caixas empilhadas, também podem ser utilizados baldes, potes, latas de lixo ou outros materiais que possam ser perfeitamente encaixados uns nos outros e que tenham tampas para facilitar a alimentação ou manutenção do sistema.

Diagrama de Funcionamento da Composteira

Antigamente se utilizavam caixas de madeira, hoje em dia sabemos que a madeira absorve umidade e apodrece podendo acumular fungos e outros microorganismos indesejáveis para este propósito.

A Primeira Caixa – CAIXA I (Opcional)

Esta será a caixa que ficará embaixo de todo o sistema, nela será depositado o líquido proveniente da conclusão do processo. Diferente do chorume convencional que tem um odor quase insuportável e que ainda por cima é derramado nas ruas por algumas empresas de coleta de lixo comum, o CHORUME DO BEM como também é conhecido, recebeu este nome porque não possui cheiro algum, é rico em nutrientes e pode ser utilizado para borrifar as plantas agindo também como um eficiente pesticida natural.

Esta caixa é opcional, porque se não quiser utilizar o líquido, basta colocar a CAIXA 2 diretamente sobre o solo, grama, areia e este líquido será absorvido naturalmente, nutrindo automaticamente a vegetação que houver à sua volta.

A Segunda Caixa – CAIXA II

Seguindo a linha de raciocínio da primeira caixa, vamos chamar esta de caixa 2 do bem rsrsrs, esta caixa é onde vai sendo depositado o produto final, o resultado final da compostagem. Esta caixa é de onde você vai poder tirar uma espécie de terra escura, muito rica em nutrientes, para fazer suas plantações, a quantidade de minhocas presentes nessa caixa é sempre muito pequena ou quase nula porque a tendência é elas migrem para a(s) caixa(s) superior(es) quando os alimentos terminam, justamente em busca dos novos alimentos quem vão sendo depositados.

Esta caixa deverá possuir pequenos furos para que a parte líquida consiga vazar para o solo ou para a CAIXA 1 dependendo da configuração que você escolheu e também na parte de cima deverá ter furos um pouco maiores para permitir que o composto vá caindo a medida que vai se formando e também para permitir que as minhocas subam para as caixas superiores a conforme não houver mais alimento “fresco” para elas.

A Terceira Caixa – CAIXA III

Esta caixa é a que fica no topo do sistema, é onde você irá abrir a tampa para depositar os restos de alimentos para que sejam decompostos. Esta caixa também precisa ter furos na parte de baixo para que as minhocas subam em busca desses alimentos quando só restar terra na(s) caixa(s) de baixo.

Nada impede que você repita este último processo adicionando mais caixas em cima da que seria a terceira e última, acumulando cada vez mais compostos, basta não esquecer de fazer os furos para que tenham comunicação entre elas, deixando sempre a última completamente tampada. Faça micro furos próximo da borda, como respiros para ventilação, mas cuidado, não podem ser grandes, porque permitiriam a entrada de insetos indesejáveis. De qualquer forma, a composteira não deve exalar nenhum odor ou atrair insetos, caso isso ocorra basta remover o elemento causador do desequilíbrio do sistema.


composteiras

CUIDADOS AO DESCARTAR

Existe uma lista de alimentos que podem ser depositados em sua composteira, pois cada um deles tem tempos diferentes de decomposição, no dia a dia você pode consultar sua listinha e vai gradativamente se habituando para saber o que pode e o que não pode ser depositado.

O QUE PODE SER DESCARTADO NA COMPOSTEIRA ?

Restos de frutas (moderação ao depositar frutas cítricas), legumes, verduras, grãos, sementes, saches de chá (sem etiqueta), sabugos de milho, filtros de café usados e cascas de ovos. Alimentos cozidos, guardanapos, papel toalha e flores também podem, mas sempre em pouca quantidade.

Para equilibrar o sistema, utilize sempre para cada porção de frutas, algumas folhas secas ou serragem, se você tiver tempo de picar antes de depositar vai agilizar o processo e facilitar a mistura, mas isso não é realmente necessário, o processo vai acontecer de forma mais lenta se você não picar, mas vai acontecer.

O QUE NÃO PODE SER DESCARTADO NA COMPOSTEIRA ?

Nunca coloque carnes, limão, ervas de chimarrão, alimentos muito temperados, queijos, líquidos, óleos, fezes de animais, cigarros ou qualquer substância que possa contaminar o composto.

composteira

Espero ter ajudado, ficarei feliz em ver que seu projeto deu certo ou que você já compartilhava das mesmas idéias antes mesmo de ler esta matéria, ficarei feliz em acrescentar informações que por ventura eu tenha esquecido de mencionar ou até mesmo corrigir algo que eu tenha escrito de forma incorreta, por isso não esqueça de deixar seu comentário no final da página.

 Matéria escrita para o Jornal A Cidade Ubatuba

jornal_a_cidade_compostagem_gastronomia_20160827